Star Wars e algumas observações bobocas – Parte II

Como havia dito no post anterior, decidi assistir Star Wars começando com a nova trilogia e depois indo para a velha, seguindo uma ordem cronológica. Péssima decisão, talvez, mas eu queria ir do menos foda para o mais foda, então como a trilogia nova é inferior, consegui seguir a ordem crescente de “fodisse” (seja lá como isso seja escrito).

E aqui vão as minhas observações.

Só uma coisa engraçadinha que achei na Internet.
  • O R2D2 é mil vezes mais fofinho na trilogia original. George Lucas tinha que colocar um amigo robô gay pra traduzir o que ele dizia, mas os meus olhos só existem para o  meu R2. Nele, muito me lembra o Pikachu: é leal, corajoso, otimista, faz sons engraçadinhos, é ultrabonitinho e dá vontade de passar numa loja pra comprar um em miniatura.
Sim, eu comparei o R2 com o Pikachu. Agora, me mata.
  • A trilogia original usa a fórmula aventura + comédia romântica + humor +violência light. Em um filme moderno, seria apenas mais do mesmo, mas lembre-se: George Lucas, juntamente com outros diretores como o Spielberg, estavam amadurecendo o gênero naquela geração, então não se pode censurá-los por usar uma fórmula que eles quase criaram.
  • O Darth Vader seria sexy se não fosse aquela máscara de besouro: ele é mais velho, experiente, se veste de preto, tem um traje que lhe confere mais de 2m de altura, e gostamos de imaginar que ele tem uma voz ultramáscula por detrás daquele respirador artificial. Além disso é mau, tem poder, pega o que quiser sem pedir licença e luta bem pra caramba, sem falar das habilidades com longos objetos cilíndricos a espada Jedi. Mas vamos pular esta última parte que eu sou moça de família.
Darth Vader e seu filho. Sim, eu sou sacana.
  • Fanboy é uma raça engraçada. Star Wars está cheia de erros científicos (um exemplo é a aplicação, digamos, esdrúxula, da força gravitacional), mas para os fãs tudo está ok. Estes são os mesmos que criticam o filme Os Vingadores porque o Hulk usa o cotovelo esquerdo em vez do direito, ou que não gostam de Homem Aranha porque mudaram a namorada dele.
  • Confirmei algo que eu já sabia: efeitos especiais antigos (leia-se: nada que seja CGI) demoram muuuito para ficarem datados. Fruto da tecnologia que cresce a um ritmo cada vez mais rápido, ou do prazo de obsolência cada vez menor, bla bla blá? Eu acho que não. A trilogia foi lançada em 1977, e hoje as únicas coisas que achei mal-feitas nele foram a caracterização dos alienígenas e uma ou outra explosão, enquanto uma dezena de filmes feitos há 5 ou 10 anos atrás já tem 80% dos seus efeitos indo para o lixo.
  • Star Wars acabou em samba. De alguma forma, os produtores achavam que um povo primitivo de um planeta não desenvolvido tocavam algo parecido com samba. (Nada muito lisonjeiro.) Ainda não acredita? Pois olhe o vídeo abaixo a partir do primeiro minuto:

Como você viu, incluíram o Anakin-canastrão no final reeditado (deveriam ter incluído também o Qui-Gon), o que nos ensina uma lição: Filme bastantes takes de seus personagens felizes para a cena final, e poderá fazer um reedit para um possível relançamento em DVD décadas depois.

George Lucas, você ganhou o meu respeito.

Anúncios

Autor: Amanda Alexandre

Uma eterna amante das paixões humanas. Ser adulto dá medo. E é fantástico também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s