O que os gringos pensam de Machado de Assis?

O que os estrangeiros que por acaso leem Machado falam dele na internet.

Anúncios

Lembra que nós todos sentíamos aquele dever moral e patriótico de ler Machado porque ele era o melhor escritor brasileiro de todos os tempos, autor de clássicos obrigatórios enfiados goela abaixo?

Lembra que nem sempre nós nos empolgávamos com essa “tarefa” que era ler Machado de Assis?

Como os gringos veem Machado de Assis?
Sua coragem para ler Machado durante o Ensino Médio

Agora lembra que, embora nós não gostássemos de nossos próprios clássicos, às vezes líamos clássicos estrangeiros sem sentimento de culpa (e até gostávamos)?

Você lendo Jane Austen na adolescência…

Bem, para alguns gringos é o inverso. Eles foram obrigados a ler Jane Austen, Mark Twain e afins… e estão lendo nosso brasileiríssimo Machado por conta própria. Por isso, com uma preguiça editorial capaz de deixar os articulistas do Buzzfeed de cabelo em pé, eu li as resenhas do Machado no Goodreads e com algumas traduções livres mostrar o que alguns gringos falando dele…

Pois é. Machado é um mestre.

A gente lê um autor e pensa: como é possível que esse gênio seja desconhecido? Sim, só uma espécie tão cretina como a nossa ignoraria o Machado.

Brian, de Los Angeles, sobre Brás Cubas

Eu não sei como resenhar este romance. Lê-lo foi como assistir uma jogada de mestre no xadrez. Jogada por jogada, você assiste, impressionado. Estou convencido de que Dom Casmurro é a melhor dramatização sobre o primeiro amor de toda a literatura. Mas essa não é uma história de amor como as outras.

Meu amigo Joselito, das Filipinas, sobre Dom Casmurro

Meus braços e mãos praticamente tremiam enquanto eu terminava este livro. Especialmente nas últimas 50 páginas.

K.D., de país desconhecido, sobre Dom Casmurro

Eu não queria gostar de Machado, porque um amigo meu gostou dele e deu apenas 1 estrela para 2666 do Bolaño, um dos meus livros favoritos. Eu queria odiar o livro de Machado e achar defeitos nele. Mas eu simplesmente NÃO CONSEGUI.

K.D., de país desconhecido, sobre Dom Casmurro

Ah, Machado. Ele simplesmente nunca falha.

Karen, de Nova York, sobre O Alienista

Nenhum livro me fez senti tanto como se eu fosse um dos personagens. No começo, foi como se eu estivesse sentada com o meu tio, comendo chá com bolinhos e ele estivesse me contando a história, com todo o seu charme.

Sherry, dos Estados Unidos

É um Tristam Shandy curto, rápido e brasileiro, cheio de metáforas incríveis…

Ben Loory, dos EUA, sobre Brás Cubas

Machado de Assis é velho, mas a escrita é moderna…

 

Ninguém escrevia tão bem ou de forma tão vanguardista como o Machado. […] Machado de Assis só não é considerado o primeiro modernista da literatura porque ninguém quer aceitar que um movimento tão importante como o Modernismo nasceu de um mulato no Rio de Janeiro, e não de um branco em uma capital europeia.

Greg, Estados Unidos, sobre Dom Casmurro

O louco do Machado escreveu uma obra de arte modernista lá no seu tempo. James Joyce e Virginia Woolf? Eles não são nada em comparação a Machado… Por que todo o besteirol modernista não está aqui por si próprio, mas sim a serviço de um livro selvagemente original e incrível.

Brian, de Los Angeles, sobre Memórias Póstumas de Brás Cubas

Como pode um livro escrito em 1899, parecer tão contemporâneo em estilo e conteúdo?

Steve, do México, sobre Dom Casmurro

Mas nem todo mundo gostou…

O cara é bem fluido, inteligente e divertido para um escritor do século XIX, e eu me senti mal de dar 2 estrelas para este livro depois de amar Brás Cubas, mas numa boa… eu não estava nem aí para a história. […] A comédia metafísica e a abordagem pré-modernista de Brás Cubas sumiu e tudo o que sobrou foi […] um romance básico que, escrito por qualquer outra pessoa seria bom, mas vindo do autor de Brás Cubas foi uma decepção…

Ben Loory, dos Estados Unidos, sobre Dom Casmurro

O resultado:

  • Tem um monte de coisas que o teu professor de literatura nunca te falou;
  • Sim, dá um orgulho patriótico, por que o cara é MUITO bem resenhado.

E aí, vamos ler mais Machado?

Autor: Amanda Alexandre

Uma eterna amante das paixões humanas. Ser adulto dá medo. E é fantástico também.

6 comentários em “O que os gringos pensam de Machado de Assis?”

  1. Legal saber que depois de taantos anos, Machado de Assis faz tanto sucesso, não só no Brasil mas no resto do mundo! Muitas vezes, por termos sidos obrigados a ler, a leitura dos clássicos não tenha sido prazerosa, da mesma forma que Jane Austen e outros pode não ter sido legal para eles. =]
    Beijos
    relicariodepapel.wordpress.com

    Curtir

    1. Obrigada, Jéssica! Creio que enfiar clássico goela abaixo de adolescentes (que, na sua maioria, já tem cérebros viciados em smartphones) não é a melhor maneira de incentivar a leitura… Mas o que importa para as escolas é passar o aluno no vestibular, e o que as universidades querem é avaliar conhecimento sobre os clássicos… Isso é assunto para outra discussão!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s