GRÁFICO: Qual cantor tem a voz mais abrangente?

Um site resolveu comparar a nota mais baixa e a nota mais alta que vários cantores de hoje e antigamente e elaborou um gráfico revelando quais deles tem as vozes mais “abrangentes” ou “versáteis“. Os únicos cantores modernos que se saíram bem foram a Mariah Carey, a Christina Aguilera e o Thom Yorke. Outros, como Beyoncé e Justin Bieber apareceram lá embaixo.

E olha só: O Axl Rose apareceu EM PRIMEIRO LUGAR. Por essa eu não esperava!

Mas muitos cantores ficaram de fora. Eu estava curiosa para ver como Celine Dion, Barbra Streisand, Julie Andrews… Mas não forcemos a barra: ter uma voz “versátil” não é tudo, portanto vamos pegar leve com a lista e não pensar que Axl Rose é melhor cantor do que o Frank Sinatra…


The Vocal Ranges of the Greatest Singers. From Mariah Carey’s ear-piercing whistle to Barry White’s deep bassy growl, compare the vocal ranges of today’s top artists with the greatest of all time. (via ConcertHotels.com).

Anúncios

Gente famosa curtindo junto – parte 4

Imagem

Jim Parsons, o Sheldon Cooper, e a Rihanna

 

Imagem

Freddie Mercury e Maradona

 

 

Imagem

Chanel e Salvador Dalí

Imagem

Hitchcock e Sean Connery

 

 

Imagem

Debussy e Erik Satie

 

Imagem

Rosa Parks (a primeira negra a se recusar a ceder lugar em um busão para um branco nos EUA) e Martin Luther King

 

 

Imagem

Leornardo Nimoy, o dr. Spock, com Jimi Hendrix

Gente famosa curtindo junto – parte 3

Vamos lá, terceira parte da série.

Elizabeth Taylor e JAmes Dean
Elizabeth Taylor e JAmes Dean
Hemingway a Frank Capra
Hemingway a Frank Capra
Bette Midler, David Bowie, Michael Jackson e Cher!
Bette Midler, David Bowie, Michael Jackson e Cher!
Gerald R. Ford, herdeiro do Henry Ford, e Pelé
Gerald R. Ford, herdeiro do Henry Ford, e Pelé
John McEnroe, o tenista Djokovic e o bilionário George Branson
John McEnroe, o tenista Djokovic e o bilionário George Branson
Sartre e Foucault
Sartre e Foucault
Chuck Berry e Mick Jagger
Chuck Berry e Mick Jagger

Gente famosa curtindo junto – parte 2

Seguindo a série que mostra pessoas brilhantes interagindo umas com as outras, às vezes com associações das mais improváveis. Se não viu o primeiro post, vale a visita!

Imagem

Robin Williams e o Super Homem Christopher Reeve

 

Imagem

Michael Caine, Pelé e Sylvester Stallone

 

Imagem

Frank Sinatra e Marilyn Monroe. Dá pra ficar mais épico?

Imagem

Axl Rose e David Bowie

 

Imagem

Tupac, aquele rapper famoso que morreu em uma rixa com o BIG, e a banda Kiss

 

Imagem

Princesa Leia e Han Solo!

 

Imagem

Miles Davis, lenda do jazz, e o casal John Lennon e Yoko Ono

 

Imagem

Almodovar, Zachary Pinto (o novo Spock de Star Trek, de cabelo azul) e a Rooney Mara. Não sei quem são os outros dois.

 

Imagem

Mick Jagger e Paul McCartney.

Gente famosa curtindo junto – Parte 1

Aqui começa uma série de fotos que copiei na maior cara de pau do Tumblr Awesome People Hanging Out Together, com milhares de fotos de gente famosa andando uma com a outra, como atores, escritores, diretores, músicos, etc.

 

Se você gostou, visite a fonte!

 

Imagem

James Brown com integrantes do Rolling Stones

Imagem

 

Meryl Streep com Hilary Clinton

 

Imagem

Os muy amigos George Lucas e Spielberg

 

Imagem

Mick Jagger, Catherine Deneuve e Andy Warhol

 

Imagem

A pintora Frida Kahlo e o russo Trotsky. Os dois eram amantes.

 

Imagem

O dr House com Idris Elba e o supersofisticado Benedict Cumberbatch

 

Imagem

 

Os engraçados Robin Williams, Billy Cristal, Steve Martin e Chevy Chase estão muito sérios nesta foto.

 

Imagem

Lauren Bacall (atriz com a voz mais sexy da história do cinema) com Humphrey Bogart e Marilyn Monroe

 

Imagem

Os amigos/namorados Ellen Page e Alex Skargard, o vampiro Eric de True Blood. Gosto dos dois.

 

Imagem

De Niro e Scorsese.

 

Imagem

Aretha Franklin e Annie Lenox.

 

 

 

 

 

 

 

 

Top 10: Músicas para cantar como o mais feliz dos idiotas

Você terminou de pagar aquela prestação que doía no seu salário há meses, levou elogio do chefe e o vizinho bonitão finalmente te deu um “oi” mal-intencionado.

Nesses momentos, a tentação é cantar bem alto no chuveiro, andar saltitando pela rua como uma gazela alegre, dançando com mendigos e passarinhos cantando.

Apresento-vos então, o meu top 10 de canções para aquelas horas despretensiosas de pura felicidade.

Então aumente o volume e aproveite – antes que venha a próxima compra a prazo ou fossa amorosa.

P.S.: Note aqui que tentei fugir do óbvio. Logo Raindrops keep falling on my head ou Don’t worry be happy não entraram para a lista.

10. Franz Ferdinand – do You Want To

Quem vê o vídeo e não tem vontade de ficar bêbado e zoar com uma mostra-de-arte-ultra-pretensiosa-que-ninguém-entende, que atire a primeira pedra.

9. The subways – Rock Roll Queen

You are the sun

You are the only one

My heart is blue

My heart is blue for you

Be my, be my, be my, be my rock and roll queen

Eu sei que você achou essa letra bobinha. Eu também achei. Mas, dados uns goles de capiroska em jejum, quem liga? Esta música é perfeita para quem quer dançar rock com passos de twist, de um jeito mó-nada-a-ver e ainda pagar de hipster no final do dia. De preferência, alcoolizado.

8. Elton John – Don’t Go Breaking My Heart

Esta foi uma música que Elton John fez em parceria com a Kiki Dee que é a cara da Jennifer Carpenter de Doce Vingança. Gostar dessa música nunca foi cool, os seus amigos vão te zoar e perguntar onde diabos você conseguiu esta música, mas não interessa: você está feliz demais pra ligar para o que eles pensam.

Também é provável que a tiazona mais próxima vá pedir a música para você, que aceita o pedido, ensina-a ativar o Bluetooth (já que ela não sabe) e espalha mais alegria cor-de-rosa pelo mundo.

7. Manu Chao – Me gustas Tu

Me gusta isso, me gusta aquilo. Alguma coisa em francês, me gusta isso, me gusta aquilo. Eis a letra da música.

Com tanta repetição, era de se esperar que a música fosse chata. Mas aí você se pega tentando repetir todas as frases, e quando nota já está andando de braços abertos e balançando de um lado pro outro.

Olhe bem o clipe. Quer coisa mais apropriada a um clipe feliz do que um bando de gente maluca?

6. Blink 182 – All The Small Things

Num dos clipes mais legais da minha adolescência, o Blink 182 zoa com a Britney, Aguilera e todas as boysbands existentes. Os trejeitos, a letra de um amante de 15 anos, os gestos, as dentições perfeitas, as fãs retardadas, tudo é uma sátira. Pra quem via muita MTV e conhece os clipes que eles estão parodiando, o clipe é bem divertido. E a música, além de feliz, te lembra de um tempo doce em que você assistia o Disk MTV todo santo dia.

5. The Corrs – Breathless

Essa é a mais girlie de todas. Foi tema de Muito Bem Acompanhada, uma comédia romãntica muito bacana. Então arrume o cabelo, que o gatinho de olhos verdes está à solta e hoje é dia de acreditar no amor.

4. Peter Bjorn and John – Young Folks

Esta é a abertura do filme Juno. Ficou tão legal que resolveram tirar os créditos e lançar como o videoclipe da música. Você já deve ter ouvido esta música numa novela da Globo.

O assobio do começo é um convite a pagar mico no ônibus.

3. New Young Pony Club – Oh Cherie
Esta é uma banda tão conhecida, mas tão conhecida que é curtida por uma enormidade de 35 mil pessoas no Facebook. O show deles teve um público minúsculo aqui no Brasil. Eu mesma só a conheci por intermédio de um episódio do meu guilty pleasure Gossip Girl, porque não havia Google ou vídeo relacionado no Youtube que me fosse chegar neles.

É uma banda de um homem + uma porrada de mulheres, que fazem um som bem gay, pop, e capaz de te transformar na mais brega das dançarinas de cancan.

Nas minhas fantasias mais loucas, é assim que eu danço New Young Pony Club.

A letra da música parte do ponto de uma amiga aconselhando a menina boba enganada por um clássico cafajeste. Oh, Cherie, don’t you know that he can be a kiss or a killer? (Oh, querida, você não sabe que ele pode ser um beijo ou um assassino?) Genial. Então prepare a saia rodada e celebre os momentos em que a sua vida amorosa é melhor do que a da sua amiga falsa.

2. Arcade Fire – Sprawl II

Não existe, nunca existiu e nunca há de existir melhor canção para ser gritada a plenos pulmões no chuveiro. O timbre estridente da vocalista casa perfeitamente com o milagre da acústica do seu banheiro. É a epítome do exagero da hipérbole do gostoso.

E não tem como uma criatura como eu não gostar de Arcade Fire: no álbum The suburbs, as letras falam de gente que querem curtir, mas a quem a complexidade da vida (ui) assusta. Afinal, o mundo está crescendo muito rápido, então que alguém desligue as luzes porque eu preciso do escuro.


1. A tríade de ouro dos Ramones: Blitzkrieg Bop, I wanna be sedated e I don’t wanna grow up

Nãããão tem jeito. Ramones é para o punk o que o samba é para nós: quem nunca se sentiu tentado a chutar o ar e balançar a cabeça como um retardado enquanto os ouvia ou é doente da cabeça ou ruim do pé.

A coisa mais legal deles é que nunca quiseram ser a melhor banda de todos os tempos. Gostar de Ramones requer uma flagrante ausência de pretensiosismo.

Bônus nacional: Uma das habilidades mais exclusivas do feliz é saber apreciar o tosco é uma habilidade. Então decore todas as letras e voilá: aqui está Wander Wildner, um gaúcho que merecia muito mais atenção.